Resenha: Chicago Fire‏ | Chicago P.D.

Hoje trago para vocês duas resenhas, que são da Série Chicago Fire e Chicago P.D. (spin off do Fire). Confira:

A série acompanha a vida dos bombeiros e paramédicos que trabalham no 51º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Chicago. Sua equipe conta com Caminhão 81, o Carro-Pipa 51, o 3º Esquadrão de Resgate, a Ambulância 61 e o 25º Chefe de Batalhão. 
Chicago Fire se tornou uma das minhas séries favoritas já nos primeiros episódios, e não exagero quando digo que ela é maravilhosamente incrível. A série começa com um acidente que tomou a vida de Andy, um dos bombeiros mais queridos do Batalhão, e nos mostra o quão perigosa é a vida de um bombeiro, que luta dia após dia para salvar o máximo de pessoas possíveis. 

Kelly Severide e Matt Casey são os nossos protagonistas, Severide tenente da equipe de resgate e Casey tenente do caminhão, ambos eram amigos de Andy, e quando ele morreu, os dois viraram as costas e começaram a culpar um ao outro, mesmo que a morte de Andy tenha sido um acidente. 
Acompanhamos o dia a dia dos bombeiros e paramédicos do Batalhão 51, e devo admitir que fiquei impressionada. Vi situações que nunca imaginei que poderiam acontecer, e nem sei como citar exemplos, já que todos os acidentes eram assustadores e agonizantes. São vários personagens, e no início é um pouco difícil memorizar todos os rostos e nomes, mas com o tempo, todos eles vão te conquistando, e se tornam tão importantes quanto os tenentes acima. 
Tenente Matthew Casey, líder do Caminhão 81, que recentemente terminou seu noivado com a Dra.Hallie. Tem certas atitudes impulsivas, que já lhe acarretaram uma confusão com um policial corrupto, porém, recentemente tem conseguido se controlar. (Matt é um dos meus personagens favoritos, se importa com seus bombeiros mas também se importa com as vitimas que resgata, é querido por muitos, mas tem lá seus inimigos.) 
Tenente Kelly Severide, o líder do Esquadrão de Resgate 3, atualmente sofrendo de uma dor vertebral recorrente de uma lesão de um resgate passado. Severide tenta esconder isto do resto de sua equipe por ter receio de ser obrigado a se aposentar, porém, esta situação chega a um estado insustentável, o que o obriga a recorrer a um médico. (Kelly também é um dos meus personagens favoritos, tem fama de mulherengo mas é um bom rapaz. Assim como Casey, ele se importa com as vitimas dos acidentes, e é o melhor amigo de Shay.) 
Cadete Peter Mills, do Caminhão 81. Seguindo os passos de seu pai, Peter tem a esperança de um dia se juntar ao Esquadrão de Resgate. Sua irmã e sua mãe administram um restaurante após a morte do pai. (por ainda ser um cadete, Mills é obrigado a limpar e arrumar o batalhão sempre que os tenentes mandam, mas ainda tem a esperança de se tornar um bombeiro de resgate, assim como seu pai foi, e vai atrás desse sonho até o fim.)
Paramédica Gabriela Dawson da Ambulância 61, uma mulher independente que não tem medo de fazer o que é certo, mesmo que isso possa acarretar em problemas futuros. (Gabby é um pouco esquentadinha, e por isso acaba se metendo em problemas, mas isso não a impede de fazer o que é certo sem hesitar. Gabby é apaixonada por Casey, mas sabe que se ele não tiver o mesmo sentimento por ela, terá que seguir em frente.)
Paramédica Leslie Elizabeth Shay da Ambulância 61, uma amiga confiável que transmite segurança ao resto da equipe. Está sempre pronta para dar um conselho ou oferecer uma ajuda onde quer que seja necessário. Ela é lésbica e vêm tentando superar o fim de um relacionamento passado. Shay e Severide dividem um apartamento como colegas de quarto. (como foi dito ali em cima, Shay é praticamente a amiga de todos, aquela que sabe dar conselhos mas que quando se trata de si mesma, não sabe o que fazer. Ainda está tentando superar um relacionamento que deixou seu coração em pedaços, Gabby é sua melhor amiga, assim como Kelly.
Comandante do Batalhão 25Wallace Boden, um veterano no esquadrão. (comandante e chefe, Boden é o responsável pelos homens e mulheres do 51, tenta manter a ordem entre seus homens, mas quando os batalhões de Chicago começam a ser fechados, ele entra em pânico ao tentar encontrar uma solução que salve sua família. Boden pode ser durão na maioria das vezes, mas sabe que sem seus homens, ele estaria perdido.)
Bombeiro Christopher Herrmann do Caminhão 81, um homem de família que perdeu sua casa devido a um esquema de pirâmide que deu errado. Herrmann vive atualmente com seus sogros. (Herrmann é um dos meus personagens favoritos, bem humorado e com uma família grande para sustentar, está sempre procurando novos investimentos onde possa ganhar dinheiro, mas eles nunca dão certo. Herrmann ajudou o esquadrão a se re-estabelecer quando ficou ferido nos primeiros episódios, o que não acontecia desde a morte de Andy.)
Brian "Otis" Zvonecek bombeiro do Caminhão 81, que recentemente saiu do cargo de cadete, antes da chegada de Peter Mills. Seu apelido Otis provém de sua função de checar elevadores durante os incêndios. (Otis também é bem humorado, antes de Mills, era ele quem limpava os banheiros. Não tenho muito o que falar dele, só que é um personagem maravilhoso, assim como os outros, e impossível de esquecer.) 
Mouch - Um membro do Caminhão 81 que também faz a função de representante do sindicato quando algum companheiro recebe uma advertência por uma infração disciplinar. (Mouch é um apelido que seus amigos do batalhão lhe deram, algo relacionado á preguiça e sofáMouch sempre está por perto quando um dos bombeiros se mete em confusão ou cometem uma infração, apesar da idade, é ágil como os outros, e tem lá sua pitada de humor.)
Joe Cruz - Motorista do Caminhão 81 que tenta tomar conta de seu irmão mais novo, Leon. (Joe cresceu num bairro onde há várias gangues, e seu irmão mais novo acabou se metendo numa delas, os Reis Insanos. Além de tentar evitar que seu irmão se torne um marginal, Joe dirige o caminhão 81. Assim como MouchOtis e HerrmannJoe é bem humorado, a menos que algo ruim esteja acontecendo com ele.) 

Chicago Fire já está na terceira temporada, e volta em Janeiro/2015. Não há muito o que falar dela, principalmente porque cada episódio conta uma história diferente, mas vale muito a pena acompanhar, principalmente se você gosta de muita adrenalina e tensão.

Chicago P.D. é um spin off de Chicago Fire, e mostra policiais e detetives lutando contra o crime na cidade de Chicago. O foco principal é o Distrito 21 de delegacia. 
 
Não na minha cidade! 

Temos a Inteligência, comandada por Hank Voight (aquele que infernizou a vida de Casey em Chicago Fire, mas acredite, ele é um personagem maravilhoso!). Voight ainda é um policial corrupto, mas ele só faz o bem para a cidade, dá um jeitinho de burlar o sistema de vez em quando e prende os criminosos mais perigosos, mas não sem antes dar umas porradas. Ele tem uns métodos um pouco violentos e é um homem ranzinza, mas tem um bom coração.  
Temos também o detetive Antonio Dawson, que já teve uma rixa com o sargento Voight, mas que agora trabalha ao lado dele. Antonio é mais calmo e honesto, porém também usa alguns dos métodos de Voight para capturar criminosos da pesada. Ele tem dois filhos e uma esposa, e vez ou outra aparece em Chicago Fire, ou sua irmã, Gabriela Dawson (paramédica/bombeira) faz uma participação especial. 
Jay Halstead é um detetive que conseguiu entrar para a unidade graças à Antonio, e é parceiro de Erin Lindsay, uma moça com muitos segredos obscuros do passado, que vão se revelando ao longo dos episódios. Eles parecem gostar um do outro, mas ambos não querem arriscar perder uma amizade e deixar que um relacionamento interfira no trabalho, então continuam sendo apenas amigos. 

Alvin Olinsky é um homem com muita história para contar, ele e Voight já trabalham juntos há tempos, e sabem coisas que os outros detetives nem ousariam a sonhar. Ele acabou de ganhar um novo parceiro, Kyle Ruzek, um cadete experiente que se destacou na academia e que por isso foi selecionado para trabalhar na InteligênciaRuzek é um pouco metido no inicio, pensa que sabe tudo já que era o melhor de sua turma, mas terá muito o que aprender se quiser trabalhar com essa turma da pesada. 
Na outra parte da delegacia, temos os policiais uniformizados que patrulham a cidade e cuidam dos crimes mais simples. Destacam-se Kim Burgess e Kevin Atwater, dois policiais amigos e parceiros que sonham em trabalhar com a Inteligência um dia. São dois personagens dos quais eu gosto muito (na verdade, eu gosto de praticamente todos os personagens, principalmente os detetives ♥). E para finalizar, Sheldon Jin, um rapaz que mexe com computadores e acessa dados numa velocidade impressionante. 

A série já está em sua segunda temporada, e acreditem se quiserem, é ainda melhor que Chicago Fire. Tem a dose certa de suspense e mistério, e já perdi a conta de quantas vezes fiquei nervosa durante um tiroteio onde um dos policiais/detetives se deu mal. Também somos apresentados ás vidas particulares dos personagens, seus problemas e medos pessoais. Todos eles têm alguma coisa a esconder, e isso mantém a série ainda mais emocionante! 
Em abril deste ano, Chicago Fire e P.D. se encontraram num episódio duplo onde os personagens das duas séries procuravam o mesmo suspeito, um terrorista que declarou guerra aos dois batalhões, sendo assim, eles se juntaram tanto para encontrar o tal criminoso quanto para fazer justiça. O episódio foi dividido em dois, o primeiro focando nos bombeiros e o segundo nos policiais. Acho que nunca fiquei tão ansiosa vendo um episódio do que com essa junção. 

Tentei não falar muito para não dar muito spoiller, mas acho que não deu muito certo... HAHA Essa é uma das melhores séries que eu já acompanhei, e está na minha lista de favoritas. Super recomendo para quem gosta de Chicago Fire e de filmes/séries de investigação e coisas do tipo. Vale muito a pena. 

Share:

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Depois que crescemos | All rights reserved.
by pipdig