Ranking - Os melhores shows do Rock In Rio


Na sexta feira passada, começou o maior festival de musica do Brasil, e em meio a noticia de que Lady Gaga não faria mais sua apresentação e o anúncio repentino de que Maroon 5 seria seu substituto, seguiu-se o primeiro final de semana do Rock in Rio. Não, M5 não entrou no ranking, mas teve muita coisa boa nesse final de semana, muita surpresa, listamos aqui os cinco melhores shows desta primeira parte do festival, vamos lá!

5) Shawn Mendes - Sábado 16 de Setembro, Palco Mundo.

Foi a primeira vez do garoto aqui no Brasil, e ele já chegou causando uma boa impressão. Reuniu todos os fãs que estavam na porta do hotel e atendeu um a um, andou pela praia, tomou açaí, pegou um bronze (mais ou menos) e foi legalzão. Ok mais e o show? Shawn apresentou um show calmo, centrado e fraco de vocais, no entanto muito forte no calor humano,  a cada reação positiva do público, que foram muitas, o moço ficava com cara de bobo e todo feliz em ver um público tão grande, com suas músicas na ponta da língua. Este foi até então o maior público da carreira de Shawn e ele deixou muito claro que amou. Shawn faz parte desta lista por ter sido uma bela surpresa, nos levando crer que o sábado foi a primeira data a se esgotar pela sua presença, não pela de Maroon 5. Volte mais vezes Shawn.


4) Pabllo Vittar - Sexta 15 de Setembro, Arena Itau.

Aos 45 do segundo tempo, após uma legião de fãs da ausente Lady Gaga, estarem completamente desolados, eis que Pabllo surge em suas redes sociais e anuncia que estará presente na arena itau as 17 horas, tudo isso, uma hora e trinta minutos antes de acontecer!
Tinha tudo para sem um fracasso, a arena é o palco menos bem estruturado de todo o festival, a menor, a com o som mais baixo e ela fica do lado do palco sunset, que reuniu os melhores nomes da musica nacional durante o final de semana. Mas Pabllo, como o furacão que é (e isso é inegável) arrebatou uma multidão que a ovacionava ao gritos de "Maravilhosa" enquanto ela levava ao palco muita sensualidade, dança e ousadia, tornando-se a primeira drag queen a ter um show solo no festival. Não bastando isso, Pabllo acometeu inclusive o público presente no palco sunset, ou seja, todos os olhos da nova cidade do rock estavam voltados para ela, os olhos e as cordas vocais, basta dar um google para ver o fenômeno que é "Sua Cara" sendo cantado por dezenas de milhares de pessoas. Merecia estar no palco mundo e esteve!

3) Fergie - Sábado 16 de Setembro, Palco Mundo.

Fergie saiu do The Black Eyed Peas, em 2006 lançou seu primeiro e aclamado álbum solo "The Duchess" e desde 2014 vem apresentando o que fará parte de seu segundo álbum solo (com lançamento previsto para sexta 22) sem muito sucesso nem grandes hits. Pois bem, Fergie tinha tudo para ser egoísta e usar a oportunidade apoteótica para promover seu álbum, mas não, ao invés disso, alem de preencher sua set list com inúmeros hits do primeiro álbum solo e consagradas canções da era The Black Eyed Peas, a diva trouxe ao palco Pabllo Vittar para acompanha-la em "Glamorous" e mais uma vez levar o público ao delírio com "Sua Cara". Mas as surpresas tupiniquins não acabaram aí, logo em seguida ela anuncia a presença de Sérgio Mendes, com quem colaborou em um remix sensacional de "Mais Que Nada" a alguns anos atrás, este momento foi nosso. Fergie lotou o palco com bailarinos fazendo referência ao carnaval e a nossa riquíssima fauna e flora, um belo momento! Mais a frente Fergie enfrentou sérios problemas em seu microfone, fazendo com que em vários momentos todos que estavam na cidade do rock não a ouvissem, e em seu retorno (que significa cantar sem se ouvir) isso resultou em algumas desafinadas, mas a rainha não perdeu a majestade nem o público a energia. Fergie se emocionou por diversas vezes, e era nítido que estava completamente feliz e conectada ao público, momento raro de se ver em grandes festivais, Fergie foi sem dúvidas, o destaque da noite, a diva pop que estávamos esperando desde que Gaga cancelou seu show!

2) Justin Timberlake - Domingo 17 de Setembro, Palco Mundo.

Em 2013 Justin esteve no Rock in Rio, semanas antes de estrear oficialmente sua turnê do álbum The 20/20 Experience. quatro anos depois, com apenas um single novo e agora pai Justin está de volta, esperávamos pouco de um artista que pouco mostra paixão pela música e pelo seu público (tipo a Sandy, que ama música, mas antes de ser mãe, víamos pouquíssima declarações explícitas de amor ao seu público), a paternidade deve ter despertado o amor dentro de JT, uma palavra descreve o show que encerrou a primeira semana do festival: Emocional. Justin trouxe ao palco seus maiores sucessos, hit atrás de hot, uma voz sólida e consistente, fez gracinhas com o público, tirou selfie com uma aniversariante, foi o único artista a usar a passarela térrea até o final e se emocionou por duas vezes ao notar a paixão do público com ele e suas músicas. A dobradinha HolyGrail/Cry Me a River foi um dos pontos altos da apresentação, um dos momentos onde o príncipe do pop se deu conta do poder da sua música e o potencial do público brasileiro. Vimos nesta noite um Justin ainda desconhecido, dançando pouco, mas fazendo o que de melhor sabe fazer, entreter o público!

1) Alicia Keys - Domingo 17 de Setembro, Palco Mundo.

Que mulher, que voz, que presença. Alicia entregou exatamente o que esperávamos: emoção e voz, com um figurino requintado e um cabelo fenomenal que mais parecia uma instalação artística, Keys colocou o público no bolso e levou o show de maneira serena e consistente. Sem desafinar uma única vez, a diva nos presenteou com seus maiores sucessos e foi a única atração internacional a proporcionar um espaço para que um brasileiro, uma índia, falasse abertamente sobre o Amazônia Live, projeto social lançado pela uber model Gisele Bündchen na noite de abertura do festival. Alicia apresentou um show digno de Headliner, "Girl On Fire"e "Empire State of Mind" encerraram a noite em grande estilo, e olhar a beleza existente naquela mulher, que estava sem um pingo de maquiagem no rosto, nos inspira a sermos quem realmente somos, e unisonamente, foi sobre isso que o show falou. Live Long Alicia!

Bônus Track: Gisele Bündchen e Seu Discurso Poderoso + Ivete Cantando "Imagine".

Na noite de abertura do palco mundo, que receberia a diva baiana Ivete Sangalo, fomos todos surpreendidos pela uber model fazendo seu tão aclamado catwalk direto para a ponta da passarela do principal palco do festival, antes mesmo de Ivete dar as caras. Lá, Gisele lançou o projeto Amazônia Live, que consiste em defender nossa floresta de um governo que cogita a possibilidade de devastá-la em prol do próprio bem, durante o discurso, o coro de Fora Temer, encheu a cidade do rock e Gisele encerrou seu discurso aos prantos com a frase "Imagine um mondo onde você queira viver, imagine, que já estamos vivendo nele, imagine". neste momento, a melodia de "Imagine" clássico de Jhon Lenon, começa ser executada, e Ivete Sangalo nos entrega esta obra prima em sua bela voz. o momento mais emocionante da noite.


Ficamos no aguardo do segundo final de semana, agora sim, cheia de rock!

GU CIPRY
Share:

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Depois que crescemos | All rights reserved.
by pipdig