Pixel Show 2016

Finalmente consegui me organizar e trazer este post para vocês. Passei novembro e esse comecinho de dezembro finalizando a Faculdade, agora sou oficialmente uma designer! Bom, meu tcc e tudo mais sobre essa experiência eu conto em um próximo posts, pois hoje venho contar minha experiência na Pixel Show 2016.

Esta foi a 12ª edição do evento e a segunda vez que participo (você pode conferir minhas primeiras impressões neste post aqui), o evento aconteceu no mesmo lugar do ano passado e eu participei dos dois dias. A Pixel promove novas tendências na economia criativa, além de discutir os novos rumos pelos quais caminham os profissionais e estudantes das áreas desse mercado, é uma experiência incrível para criativos! O evento conta com a incrível feira gratuita, livepaintings, exposições, workshops, palestras, e Sharp Talks, que são pequenas palestras gratuitas.


SOBRE AS PALESTRAS


Como no ano passado, as palestras foram excelentes e com palestrantes renomados. Eu procurei assistir todas, porém mesmo com dois dias de evento é corrido participar de todas as coisas legais que estão rolando.

David Polonsky é um dos principais artistas visuais israelenses. Já animou quadrinhos, livros, clipes e filmes, inclusive o "Waltz with Bashir", que ficou entre os 5 indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2009. Graduado na Bezalel Academy of Art and Design em Jerusalém, desde 1999 ensina animação e ilustração lá e na Shenkar School of Design

Rod Hunt é um artista e ilustrador de Londres que criou sua reputação com ilustrações retrô e de paisagens com vários personagens espalhados (estilo "Onde está o Wally?"). Já venceu prêmios da Association of World Illustration, American Illustration, Society of Illustrators of Los Angeles, Comuunication Arts Illustration Annual, entre outros. Atualmente é presidente da PR and Media Relations for ICON - The Illustration Conference, trabalhando na preparação do ICON9 em Austin, Texas e também é ex-presidente da UK Association of Illustrators

Chu Doma é membro fundador do coletivo de arte DOMA e um dos pioneiros na arte de rua em Buenos Aires. Chu é um artista multidisciplinar, suas obras variam entre o design gráfico, animação, direção de arte, instalações e graffiti, o qual tem se dedicado bastante nos últimos anos e criado murais por todo o mundo. Se destaca por seu estilo com formas curvas e geométricas caracterizadas por cores vibrantes. Em Miami, como diretor de arte e design gráfico, desenvolveu a linguagem visual do canal de televisão "Locomotion Chanel", transmitido em toda a América Latina e Penísula Ibérica.  

Daniel Bruson é diretor de animação, artista gráfico e designer independente. Trabalha em projetos de cinema, videoclipes, séries, publicidade, teatro, artes plásticas e música, em parcerias ou de maneira autoral. Seu trabalho vem sendo reconhecido em diversos festivais pelo mundo. Faz de tudo um pouco, desenho, pintura, animação, colagem, etc. Misturas técnicas, dirige, produz, ouve, contribui e busca sempre inovar. Entre seus trabalhos se destaca: Pete`s Story, curta vencedor do D&AD Awards 2015 e Vimeo Staff Pick que abriu o Pixel Show 2015. Vive e trabalha em Sorocaba. 

Barbatuques possui uma abordagem única para suas composições, o grupo utiliza o corpo como instrumento musical e, de forma inovadora, desenvolveu inúmeras possibilidades de extrair os sons. Entre tantos eventos importantes e turnês internacionais, destacam-se: as participações na Copa do Mundo da África (2010) e no evento oficial da FIFA em Johanesburgo para o anúncio da Copa de 2014. O grupo participou da trilha sonora do filme "Rio 2" e do premiado "O Menino e o Mundo". 

Haruo Kaneko é formado em design gráfico pela Belas Artes, Haruo é fotógrafo especialista em nu feminino e idealizador do projeto BRWax, trabalho de fotografia erótica que é uma viagem pelo corpo feminino em suas várias formas e pontos de vista, suas fotografias são temas de um documentário que será lançado pela produtora Bravo Cinematográfica. O artista começou a fotografar numa casa que dividia com amiga, pela falta de espaço, utilizava seu quarto para as fotos, a casa tornou-se características de seu trabalho, assim como a pouca produção e os cenários reais. A intenção com suas fotografias é passar para as pessoas que todo mundo tem esse lado sexual, que isso não é um bicho de sete cabeças.

Spectral Motion é um renomado estúdio de efeitos especiais fundado por Mike e Mary Elizalde. O estúdio já recebeu diversos prêmios devido a seus trabalhos excepcionais nas áreas de efeitos especiais com maquiagem protética e tem como foco a criação de animatrônicos e robóticos realistas. Os trabalhos do estúdio podem ser vistos em filmes como: "Hellboy", "X-Men: O Confronto Final" e "X-Men: Primeira Classe", "Birdman", "Círculo de Fogo", "João e Maria: Caçadores de Bruxas" e na mais recente série do Netflix "Stranger Things". 

Chance Glasco é um animador senior graduado pela universidade Full Sail em animação digital em 2001. Focado em games, sua especialidade inicial eram animações de armas dos jogadores durante os jogos. No mesmo ano de sua formação, Chance trabalhou como animador no jogo Medal of Honor: Allied Assault. Logo depois de seu trabalho de estréia, Chance e um grupo de colaboradores criaram um próprio estúdio, o resultado? O game Infinity Ward, a franquia Call of Duty e mais de 100 milhões de cópias vendidas. Seu alto nível de realismo ajudou Call of Duty a ganhar aprovação dos melhores na área e quebrar recordes de vendas. 

VJ Spetto é responsável pelo mapping da abertura da Olimpíada Rio 2016, é especialista em VideoMapping, VJing, Video Performance e instalações interativas. Tem passagem pelos principais festivais de arte eletrônica e é considerado o mais influente e importante VJ do cenário nacional. Foi premiado como melhor VJ do mundo, melhor VJ Brasil, melhor filme para Fulldome no Fulldome Festival Alemanha 2011 e terceiro colocado no Fulldome Festival Viena 2011. Ele é criador e fundador do grupo de artistas internacionais United VJs, consagrados como um dos mais influentes produtores de VideoMapping no mundo.

Fábio Moon e Gabriel Bá, são irmãos gêmeos e os quadrinistas brasileiros de maior reconhecimento internacional da atualidade. Por quase 20 anos, os dois têm produzido quadrinhos para o mercado brasileiro e internacional, seus trabalhos já foram publicados em doze idiomas. A dupla tem entre seus trabalhos o fanzine "10 Pãezinhos" que lhes rendeu o prêmio de artista revelação em 2000, "O Alienista", primeiro HQ a receber prêmio Jabuti, "Daytripper", estreou em primeiro lugar na listas de mais vendidos do NY Times e "Dois Irmãos", adaptação para os quadrinhos do romance de Milton Hatoum.

Bleed é um estúdio de design multidisciplinar estabelecido em Oslo, Vienna e Paris. A agência tem como maior objetivo criar fortes identidades, experiências e serviços que se destacam na mídia digital, física e impressa através do conceito desenvolvido, direção de arte, design gráfico e consultoria de design. Representando um mix de culturas e disciplinas para desafiar as convenções diárias em volta da arte, linguagem visual, interação, mídia e identidade, a Bleed em seus 16 anos de existência tem Pepsi, Myspace e Levis na sua lista vasta de clientes. Possui mais de 150 prêmios, nacionais e internacionais, e está classificada como 8ª na Creative Agencies Awards

Hans Luijckx é formado em economia e informática pela Universidade de Amsterdam onde também concluiu sua tese de mestrado sobre as implicações econômicas da Arte. Em 2012 entrou, como diretor operacional, para o estúdio de design IJsfontein, empresa que desenvolve material lúdico digital de aprendizagem com base na crença de que as pessoas são naturalmente curiosas e intrinsecamente motivadas a desenvolver-se. Como exemplos do material desenvolvido pela IJsfontein incluem jogos e projetos de gamification para fins de treinamento pessoal, experiências interativas para museus ou metrologia digital multi-plataforma para o ensino primário. Autor do projeto de treinamento de segurança da Shell, com vídeos para vários departamentos da empresa que foram usados como parte de um seminário de segurança da Shell.

Artificial Rome, localizado na Alemanha, é um estúdio criativo que trabalha esforçando-se para criar soluções ricas, envolventes e eficazes com bases em seus ideais estéticos: flexibilidade e habilidade de agarrar novas oportunidades. Combinando tecnologia de ponta com o toque humano, o estúdio é especializado em plataformas digitais, indo do web design e aplicativos mobile até desenvolvimento de games. A Artificial Rome possui diversos prêmios criativos, tem em sua lista de clientes nomes como Adidas, Swarovski, Audi, Samsung, Google e muitos outros. O time é formado por especialistas com histórico de dez anos de colaboração.

SOBRE OS WORKSHOPS


O evento também oferece workshops criativos desenvolvidos pela Zupi Academy que são realizados em paralelo às palestras e feira. Neles os alunos desenvolvem novas técnicas artísticas e aperfeiçoam seu conhecimento criativo em diversas áreas.


SOBRE A FEIRA DE CRIATIVIDADE



Minha parte favorita do evento é a feira de arte e criatividade, onde conta estandes de artistas, profissionais e empresas do mercado da Economia Criativa, tais como: design, moda, fotografia, artes visuais, ilustrações, graffiti, comics, games, motion grapichs, tecnologia e muito mais. Na feira ainda tem exposições de arte e live-paintings com artistas convidados, além disso, a entrada é gratuita!
Neste ano conheci muitas pessoas legais e fiz parcerias bem bacanas, em breve conto mais pra vocês sobre a parceria. É muito importante visitar pelo menos as feiras em eventos como este, pois assim você se mantém atualizado e se conecta com pessoas da sua área. Espero ir na edição de 2017, pois esse é para mim, o melhor evento do ano!


XOXO
NADINE GUERRA
Share:

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Depois que crescemos | All rights reserved.
by pipdig