Resenha: How To Get Away With Murder

How to Get Away with Murder é uma série de televisão estadunidense transmitida pela ABC desde 25 de setembro de 2014. A série foi criada por Peter Nowalk e tem como produtora executiva Shonda Rhimes, produtora e roteirista também de Scandal e Grey's Anatomy, e distribuído pela ABC Studios.
How to Get Away with Murder conta a história de Annalise Keating, advogada e professora de Direito Penal numa universidade da Flórida. Para iniciar o ano letivo, Annalise seleciona alguns de seus melhores alunos para trabalharem com ela, ajudando-a com seus casos. Aqueles que mais se destacam são selecionados, sendo um deles, Wes Gibbins.
Wes conseguiu a vaga porque estava na lista de espera, então é subestimado pelos outros estudantes, até mesmo pelos colegas que agora trabalharão com ele, os outros selecionados: Laurel Castillo, Asher Millstone, Michaela Pratt e Connor Walsh. Todos eles são muito ambiciosos, e o fato de estarem sempre competindo uns com os outros faz com que pareçam mais arrogantes do que o normal. Mas não podemos negar que Annalise teria perdido alguns casos não fosse pela ajuda de seus alunos.

Annalise é muito bem sucedida, mas, como todo mundo, tem alguns problemas pessoais, os quais nos são apresentados durante a trama. O mesmo acontece com os outros personagens, de forma que ficamos por dentro do que está acontecendo com cada um, ao mesmo tempo em que eles resolvem casos (um a cada episódio, mais ou menos, e um grande caso que leva a temporada toda).
O caso da primeira temporada é o assassinato de uma estudante da universidade que foi encontrada num tanque de água, e, de alguma forma, esse caso acaba afetando todos os personagens. Além disso, cada episódio começa nos mostrando alguns flashbacks do quinteto de estudantes numa floresta, ora desovando um corpo, ora surtando, tentando descobrir o que fazer a seguir. Essas cenas são bem frustrantes, pois o telespectador só descobre o que realmente aconteceu nos últimos episódios da série. Antes disso, só nos são apresentados alguns fragmentos dos acontecimentos.

Estava bastante animada para ver essa série desde que li a sinopse pela primeira vez, mas decidi ir guardando os episódios para fazer uma maratona. Decisão sábia, pois a série é eletrizante de forma que eu não aguentaria esperar por novos episódios. 
Ainda não tenho um personagem favorito, mas já não gosto de alguns. Annalise é uma mulher extremamente admirável, mas suas atitudes deixam a desejar, principalmente quando ela mente ou deixa alguém em maus lençóis.

O que eu mais gostei nessa série, foi, de longe o desenvolvimento dos personagens. No início até podemos classificá-los com estereótipos, como o cara gay, o negro, a moça rica e etc, mas isso vai ficando difícil ao longo dos episódios, pois todos provam ser mais do que aparentam, e isso consegue surpreender quem está assistindo de forma avassaladora.
Estou muito ansiosa para ver novos episódios! How to Get Away With Murder já está em sua segunda temporada, tendo a primeira 15 episódios, e a segunda 11.
Share:

3 comentários

© Depois que crescemos | All rights reserved.
by pipdig