Resenha: The Flash

The Flash é uma série de televisão estadunidense criada por Greg Berlanti, Andrew Kreisberg e Geoff Johns, transmitida pela The CW desde 7 de outubro de 2014. A série é baseada no personagem Flash (Barry Allen) da DC Comics. É um derivado da serie Arrow, situado no mesmo universo fictício. 
Para entender a minha história, você precisa acreditar no impossível. 

Barry Allen sempre correu. Quando criança, ele fugia dos valentões que o perseguiam e tentavam bater nele, e agora, ele finalmente pode correr de verdade. 
Quando tinha doze anos, viu sua mãe ser assassinada por um raio brilhante que tinha a forma de um homem, e a polícia culpou seu pai pelo homicídio, que foi logo encaminhado para uma prisão, onde passou parte de sua vida. Ninguém acreditou na versão do menino, afinal, não é possível que um homem em forma de raio mate alguém, é? 
Barry era um perito criminal que levava seu trabalho muito á sério, acabava se atrasando para o trabalho muitas vezes, mas não deixava uma pista passar. Porém, encontrar assaltantes não era sua prioridade. Ele queria provar a inocência do pai e encontrar o assassino de sua mãe, mostrando que estava certo, e que ainda está. Ele foi criado por Joe West, um policial que tinha uma filha chamada Iris, com quem Barry cresceu. Os dois eram como irmãos, porém Barry tinha uma paixonite não muito secreta pela menina. 

Quem acompanha a série Arrow teve o prazer de conhecer Barry quando ele fez uma visitinha na segunda temporada, um clima entre ele e Felicity rolou, mas infelizmente nada aconteceu entre eles... Pelo menos até agora. No fim da temporada de Arrow, uma explosão num acelerador de partículas da empresa S.T.A.R. fez com que uma energia muito grande fosse liberada, atingindo Central City, onde Barry morava. Ele foi atingido por um raio, e ficou em coma por nove meses. 
Quando finalmente acordou e descobriu que podia correr a mais de 300 km/h, sem saber como controlar seu poder e o que fazer com ele, Barry aceita a ajuda de Harrison Wells, um doutor renomado que teve sua carreira jogada no lixo quando o projeto do acelerador não deu certo. Seu projeto. Harrison tinha dois assistentes antes de tudo ser destruído, Caitlin e Ciscodois cientistas que continuaram com o doutor mesmo depois de terem suas carreiras acabadas, e passam a ajudar Barry com seus poderes. 

Caitlin perdeu seu noivo durante a explosão do acelerador, e desde então se tornou uma mulher mais fria e fechada, sem motivos para sorrir ou se sentir feliz, pelo menos até ajudar Barry a salvar vidas e capturar criminosos. Cisco é um rapaz engraçado que vive inventando nomes criativos para os sobre humanos, ele é super inteligente e divertido. Harrison é um homem misterioso que me deixou com muitas duvidas sobre seu caráter, e até agora não sei o que pensar dele. É um daqueles personagens que demonstram se importar com os outros, mas de vez em quando parecem planejar algo ruim. 
Eles descobrem já no primeiro episódio que Barry não foi o único a ser afetado pelo tal raio do acelerador e receber poderes, muitas outras pessoas podem ter sido transformadas, e nem todas tentarão salvar o mundo. A cada episódio nós temos um vilão diferente (ao contrário de Arrow, que tem um vilão a ser derrotado a cada temporada, pelo menos até agora.), já encontramos um homem capaz de se multiplicar e um que controlava o tempo (fazia tempestades e tornados), e estou muito curiosa para saber o que virá a seguir. 

Nunca cheguei a conhecer realmente a história de Flash, não era muito fã de histórias em quadrinhos, e o máximo que eu vi sobre ele foi o que a Liga da Justiça me mostrou. Gostei muuito do episódio piloto, me senti viciada assim que ele acabou, e logo fui ver o segundo e terceiro. A série promete ser maravilhosa, e acredito que a escolha dos atores foram espetaculares. Oliver Queen (Stephen Amell) aparece uma vez na série, dando conselhos à Barry, e fiquei imaginando se acontecerá de juntarem os personagens de ambas as séries num episódio só, como aconteceu com Chicago Fire e Chicago P.D. 
Barry quer ser um herói assim como o Arqueiro, e não desistirá até limpar a cidade e encontrar uma solução para o caso de seu pai. A série está no inicio, mas já se tornou uma das minhas favoritas. Realmente espero que ela seja renovada para a segunda temporada, mesmo ainda não tendo a primeira completa. Sempre gostei de super heróis, e vê-los em filmes e série só aumenta minha paixão, e como Flash sempre foi meu herói favorito (junto com a Mulher Gavião), estou muuito ansiosa e curiosa para acompanhar a série até o fim, e ver no que dá.
Share:

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Depois que crescemos | All rights reserved.
by pipdig