Resenha: Believe

O criminoso William Tate, condenado à morte por dois homicídios dos quais ele não cometeu, vê sua vida mudar completamente quando passa a tomar conta da segurança de Bo Adams, uma garotinha de dez anos de idade que tem poderes de levitação, de prever o futuro e controlar a natureza, dons que ela ainda não consegue controlar. Bo é uma das pouquíssimas pessoas do mundo que possuem dons como este, e desde seu nascimento, ela viveu na Orchestra, um lugar construído para abrigar pessoas como ela.
Quando as coisas começam a passar do controle, e Bo começa a sofrer com os treinamentos que não só são cansativos, mas começam a machucá-la, o Dr. Milton Winter "sequestra" a garotinha e a mantém segura por anos, com a ajuda de outros ex-funcionários da Orchestra que também não confiavam mais na empresa e no dono dela, que pretendia usar os poderes de Bo e de todas as outras pessoas como uma arma.
Por anos, Bo viveu fugindo, passando de casa para casa na esperança de não ser encontrada pelos capangas do Sr. Skouras, até que seus últimos pais adotivos são brutalmente assassinados, e ela se vê diante de um fugitivo procurado pelo FBI que se safou da pena de morte com a ajuda do Dr. Milton, e juntos eles precisam continuar vivendo como fugitivos mesmo depois de um alerta AMBER.
Bo é uma personagem extremamente doce, e todos os outros se apaixonam por ela num piscar de olhos, pois ela exala uma leveza e pureza que ninguém nunca viu, e até mesmo Tate, um homem arrogante e hipócrita, consegue sentir que a menina é especial. Ela é um pouco enxerida sim, mas isso porque se importa demais com as outras pessoas, e tem necessidade de ajudar todo mundo, mesmo que isso a atrapalhe ou a coloque em perigo.

A série tem muita ação, mas também chega a ser emocionante, mesmo tendo apenas doze episódios e uma temporada, já que a segunda foi cancelada. Estava se tornando uma das minhas favoritas, mas é realmente uma pena que tenha sido cancelada, mas diferente de muitas outras séries, teve um final digno, que não pareceu forçado, o que agradou bastante. Poderíamos inclusive dizer que a série tem apenas uma temporada, não que foi cancelada, pois não dá para perceber.

Share:

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Depois que crescemos | All rights reserved.
by pipdig